Carta datada #5

14/06/2010 at 4:08 PM Deixe um comentário

04 de Setembro de 2009, Sexta-Feira, 22:15h

– Há momentos que procuro poemas e frases singelas para impressão dos meus sentimentos. Mas, hoje tenho necessidade de revelar o quanto me senti sozinha esses  dias, que choro por não te ter agora… Receba minhas lágrimas como a mais pura saudade que invade meu coração. Tento me convencer de que você não é tão importante assim, mas concluo que não consigo viver feliz e segura sem você. Se era assim que você queria me deixar: rendida aos teus pés,  conseguiu! Não sei se vou aguentar essa situação… Ter uma namorado distante não é legal. Você consegue distarir-se ainda com o programa, e os estudos, mas  eu… meus dias são vazios, entediantes. Consigo fazer o que quero: acordar cedo, comer muito, fazer a meditação, arrumar a casa, estudar, ler, ler, ler, ler, ler… Chega! cansei disso tudo. O pior é quando escurece… o meu  coração fica em trevas também. Logo agora que tenho férias! Como me faz falta… Sua presença é imprescindível para minha  vida.

Tua para a eternidade.

22:30h, Boa noite.

Anúncios

Entry filed under: Morais.

Carta datada #4 Removendo montanhas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Páginas viradas


%d blogueiros gostam disto: