Removendo montanhas

21/06/2010 at 5:06 PM Deixe um comentário

Se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e ele passará. Nada vos será impossível. Mateus 17:20

Uma senhora tinha de subir e descer um monte todos os dias, a fim de buscar água. Era muito cansativo. Então, ao ler essas palavras de Jesus, acreditou que, através de fervorosa oração, poderia remover aquele monte e tornar sua vida mais fácil. Todos os dias ela orava e, pela manhã bem cedo, a primeira coisa que fazia era olhar pela janela para ver se o monte havia se mudado dali. Mas ele continuava firme, no mesmo lugar, e deve estar lá até hoje, a menos que tratores o tenham removido.

Quando Cristo falou sobre remoção de montanhas, talvez tenha apontado para o monte onde havia ocorrido a Transfiguração. Ele não estava sugerindo aos discípulos utilizar a oração para realizar trabalhos de terraplenagem, removendo montes de um lado para outro. Em Seu tempo, “os judeus apelidavam qualquer rabino que se destacasse por sua grande inteligência, intuição ou caráter, de removedor de montanhas. Provavelmente Jesus tinha essa ideia em mente, quando Se referiu ao poder de remover montanhas” (Champlin).

Vemos aqui, mais uma vez, o problema de se interpretar literalmente o que é figurado. Jesus estava falando dos grandes obstáculos que Seus discípulos encontrariam ao se envolverem na pregação do evangelho. Em outras palavras, o que Ele queria dizer era: “Se vocês tiverem fé suficiente, todas as dificuldades serão resolvidas, e mesmo a tarefa mais difícil será cumprida.” Fé em Deus é o instrumento que capacita as pessoas a remover os obstáculos que bloqueiam o caminho delas.

Os discípulos haviam fracassado na tentativa de curar o jovem lunático, que, na verdade, era endemoninhado. “Jesus repreendeu o demônio, e este saiu do menino” (Mt 17:18). Então os discípulos perguntaram a Jesus por que não haviam conseguido expulsá-lo. E a resposta foi: “Por causa da pequenez da vossa fé.”

Os discípulos não tinham, em si mesmos, tal poder. Precisaram fracassar para aprender a não se gloriar na própria força.

Muitas pessoas têm religiosidade, mas não fé. A fé surge quando colocamos em prática o que cremos.

Qual é o tamanho da sua fé?


Meditação Matinal, 2010

Anúncios

Entry filed under: Morais.

Carta datada #5 ALEGRIA SUPREMA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Páginas viradas


%d blogueiros gostam disto: